25/03/2010

Gaivota (Larus cachinnans atlantis)

Nome cientifico: Larus cachinnans atlantis
Nome comum: Gaivota, ganhoa
Comprimento:55-66 cm
Reprodução: Ocorre em zonas costeiras entre Março e Julho. Põe cerca de 2 a 3 ovos.
Alimentação: É uma espécie que se alimenta principalmente nas lixeiras, de peixes e restos de alimentos.

A ave nidificante mais comum nos Açores, é a denominada de “gaivota de patas amarelas” (Larus cachinnans atlantis).
É considerada uma praga/infestante, pois existem em grande abundância, constituindo motivo para preocupação, já que associadas a outras espécies, como por exemplo os ratos, podem levar à contaminação das águas.
Destroi as espécies endémicas. É uma grande ameaça a outras espécies, entre as quais o garajau.
O seu habitat vai desde as lagoas, ilhéus e costas rochosas.
Encontra-se distribuída apenas nos Açores, Madeira e Canárias.















Texto de: Ana Melo
Fotos de: Tibério Barbeito

1 comentário:

MZ disse...

Eu gosto de gaivotas!
Sei que é uma ave que já não se alimenta exclusivamente de peixe fresco, procurando as lixeiras ficando à mercê de contaminação sob vários aspectos.
Longe de ser aquela ave idílica continua a inspirar-nos pelo seu romantismo e continuamos a descrevê-la em textos de final de tarde e em poesia ligada ao mar e maresias. Adoro observar o seu voo fantástico!

Abomino as lixeiras a céu aberto.

Direção

Tibério Barbeito e Zeferino Espínola Contacto: azoresub@hotmail.com